1 Capítulo 5

Assim que chegou em casa,Lara tomou um banho quente,e relaxou,o bastante até a comida japonesa chegar.
Ela arrumou a mesa,e depois,foi se olhar no espelho pela segunda vez,avaliando seu look sem saber o motivo pelo qual estava se importando tanto com sua aparência naquela noite.
Lara vestia uma saia amarela,com crooped branco e sneak preto.Sua maquiagem como sempre,o mais básica possível,com brush para dar uma cor ao seu rosto pálido,brilho labial,rímel e lápis de olho.Seus cabelos estavam jogados para o lado,ondulados e um pouco rebeldes.
Dim dong.
Ela respirou fundo uma vez,pensando em mandá-lo ir embora,mas por fim,foi até a porta,e assim que abriu,Luan entrou em disparada,como se fosse um assaltante.
-Desculpe,tenho medo de que me reconheçam,não ligo de dar autógrafos ou tirar fotos,mas quero uma noite especial-Ele sorriu torto,fazendo com que o sentimento de Lara que ela não saibia que ainda existia,aparecesse.
-Tudo bem,vem a comida já chegou-Eles foram até a cozinha,onde tinha uma pequena mesa de jantar.
Os dois começaram a comer em silêncio,até Luan dar uma risada.
-O que foi?-Lara perguntou,suas sobrancelhas se uniram,confusa.
-É que eu lembrei,da sua festa de 13 anos...-Ele olhou para ela sorridente.
Lara jogou os hashi na mesa,frustrada.
-Por quê tá me lembrando disso?-Ela perguntou séria,fazendo com que Luan se sentisse confuso.
-Foi um dia bom pra mim,passamos a noite comendo comida japonesa e assistindo filmes...
-Foi um dos meus piores aniversários-Ela revirou os olhos.
-Passar seu aniversário comigo foi ruim assim?-Ele perguntou confuso.
-Não...-Ela colocou um hot philadélfia na boca,engoliu e depois voltou a falar: -Ninguém sequer lembrou de mim,além dos meus familiares,mas foi ótimo ficar com você,foi o único amigo que se lembrou de mim,na época...
Luan se levantou,recolhendo as louças e indo lavar.
-O que você está fazendo?-Lara levantou rindo.
-Ué,você pede a comida,eu limpo a louça,nada mais justo-Ele disse
-Luan...
-Sou uma 'celebridade'-Ele fez aspas com as mãos-Mas ainda sou o mesmo Lara.
Ela concordou com a cabeça,e foi ajudá-lo.
-Senti sua falta-Ele disse depois de um longo tempo-Eu te procurei,por mais que você não acreite Lara,eu te procurei todo esse tempo,porque eu sempre soube,que você seria minha amiga,que não se importaria com minha fama,e bom,esses anos foram difíceis pra mim.Eu namorei,tive 'amigos',mas na verdade,todos eles tinham algum interesse,ou não entendiam minha carreira,e bom,a noite,eu pensava sempre em você-Ele se virou para encarar a velha amiga de infância.
Ela suspirou.
-Eu também senti sua falta-Finalmente Lara desfez sua armadura e foi abraçar seu velho amigo-Quando eu soube que você ficou famoso,nossa,eu chorei de alegria,fiquei toda boba-Ela confessou
-E por quê não me procurou?
-Luan...-Eles trocaram olhares-Não é tão fácil assim...-Ela disse
-E por quê não?Lara eu te esperei...
-DROGA!-Ela se afastou dele-NÃO ERA FÁCIL LUAN,EU GOSTAVA DE VOCÊ E VOCÊ FICOU COM A MARCELA!-Lara tampou a boca quando percebeu o que havia falava.-Han...desculpa...acho melhor você ir embora-Ela deu as costas e saiu andando pela casa.

Luan ficou ali,parado feito uma estátua,absorvendo o que Lara havia dito,quando se lembrou da conversa que tivera com sua irmã alguns dias atrás.

FLASHBLACK ON

Luan estava sentado no sofá,chateado com o fim do namoro.
-Pi?-Bruna o chamou,mas o olhar do irmão continuou vago-Pi?-Ela se sentou ao lado dele e o abraçou-Não fica assim maninho...
Ele finalmente a encarou.
-Como você quer que eu fique Bruna?Eu queria essa carreira,sempre quis isso pra mim,amo meus fãs,mas nada parece certo desde então.Quando eu finalmente gosto de uma pessoa,ela ou está interessada na minha fama e no meu dinheiro,ou não suporta minha rotina.-Ele suspirou-A verdade,é que ou eu paro de cantar,ou fico solteiro o resto da vida-Disse decepcionado.
-Não,para de bobagens Pi-Ela alisou o cabelo do irmão-Você vai encontrar alguém que te ame de verdade e entenda sua rotina.Não deu certo com a Jade,mas entenda,ela era apaixonada por você e não suportava a distância porque o amor de vocês não era forte o suficiente.Tenho certeza que você vai encontrar alguém que seja realmente louca de amor por você,e aí,ela vai entender sua carreira,sua vida dupla.-Ela deu um beijo no irmão-Vai dar tudo certo,eu sei que vai.
-Espero que você tenha certeza disso...-Ele murmurou quando a irmã foi embora.
FLASHBLACK OFF

Luan procurou por Lara pela casa,e finalmente a encontrou,jogada em sua cama,chorando.
Ele se aproximou com calma e a puxou para seu colo.
A garota soluçava sem parar.
-Lara?-Ele perguntou com calma.
-Vai embora-Disse ela entre soluços
-Não!Amigos estão do seu lado independentemente de tudo,eu vou ficar-Ele disse alisando os cabelos da menina.
Ela chorou por mais alguns minutos,e ele esperou pacientemente até ela se acalmar.
-E a carta,que eu te dei?-Ele perguntou.
-Eu não entreguei nada para a Marcela,nem mesmo o colar que você deixou-Ela disse.
-Eu já esperava por isso-Ele sorriu para ela feliz-Eu realmente pensei que sentia algo por ela,mas depois de entregar a carta para a sua mãe,tive vontade de voltar e rasgar eu mesmo,vi Marcela ficando com o Ricardo,lembra dele?Então...e bom,eu já sabia que você não iria entregar nada,ela,e eu,traimos sua confiança...
Lara assentiu.
-Sabe quando eu disse que gostava de você?-Ela perguntou fazendo Luan rir.
-Sim-Ele a encarou prendendo o riso.
-Era no passado-Ela disse limpando as lágrimas com as costas das mãos.
Ele riu,concordou,mas não acreditou.
-Bom,acho que está na hora de ir,foi uma noite incrível,e Lara,eu espero que nossa amizade continue-Ele colocou uma mexa do cabelo da garota atrás da orelha.
Ela sorriu.
-Eu também espero isso-Ela foi sincera.
-Ótimo,então acho que você pode ir ao meu show na sexta...
-Ha não Lu,eu tenho um evento importante,preciso de doações para um abrigo de animais,sou uma das fundadoras,no próximo show que der eu vou,prometo,ainda levo o Lucas.
-Lucas?-Luan perguntou confuso
-Sim-Lara soltou um risinho ao sentir o ciúmes do amigo-Ele é meu melhor amigo.
-Hum-Luan fez cara de desprezo
-Não leva a mau Lu,ele foi meu amigo quando você tinha 'sumido'-Ela fez aspas com as mãos.
-Tudo bem-Ele deu um beijo na bochecha da amiga-Nos vemos no próximo show,e espero que seja logo.
-Quando você menos esperar-Ela concordou.

0 Capítulo 4

-Sinto muito ligar essa hora,mas acabou de chegar um cão ferido,ele vai precisar de cirurgia,e bom,acho que você gostaria de realizá-la-Lily,a assistente de Lara falava ao telefone.
-Tudo bem,em dez minutos estou chegando,mande preparar a sala de cirurgia-Lara avisou,depois correu para por uma calça jeans,e uma blusa branca,pegou seu jaleco,as chaves do carro e saiu em disparada para seu consultório.

-Caramba,você não deveria ter acelerado daquele jeito,poderia ter sido uma fã..Não que eu tenho ficado satisfeito em ser um cachorro!-Luan reclamava com seu segurança
-Me desculpe,isso não vai se repetir...-Welligton dizia
-Espero que não se repita mesmo-Luan o olhou sério
-Já prepararam tudo?-Luan olhou em direção para a voz doce e desesperada da mulher,e quase não acreditou no que viu.

Lara foi colocando seu jaleco enquanto seguia para a sala de cirurgia,sequer notou que haviam pessoas na sala de espera.
-Pronto,agora ele vai dormir por algumas horas,e quando acordar podem dar um outro anestésico para que ele não sinta dor-Disse Lara
-Sim,e os ferimentos?-Perguntou Fernando,seu estagiário.
-O de sempre,limpe o local com solução fisiológica e depois aplique um pouco de povidine,não se esqueça de por as gazes para que não tenha problemas com infecção.
-Tudo bem-Ele concordou
A garota finalmente saiu um pouco exausta da sala,e foi em direção a sala de espera,e quando deu de cara com ele,ela não acreditou realmente no que viu.
Lara respirou fundo uma vez,e manteve a postura.
-A minha assistente já vem para passar os valores-Ela disse,e já ia se virar.
-Lara?-Luan a alcançou quando ela já estava na porta do seu escritório.
A garota suspirou,e depois se virou.
-O que foi?-Ela disse entredentes
-Então,é você mesma?-Luan perguntou ainda sem acreditar.
-Não,é o Gasparzinho-Ela revirou os olhos-Olha,eu tenho que trabalhar...
-Me desculpe pelo que aconteceu,não foi minha intenção atropelar o cãozinho,meu segurança acelerou e...
-Peça pra ele ter cuidado da próxima vez-Ela respondeu friamente e já foi dando as costas novamente.
-Eu não entendo,te procurei por todo esse tempo,e agora que te encontro você me trata assim,desse jeito...o que eu te fiz?-Ele perguntou,dessa vez encarava o chão.
Lara finalmente resolveu deixar sua postura de lado,não era justo ela tratar o garoto assim,afinal,ele não sabia que ela era,ou ainda é,apaixonada por ele.
-Desculpa,mas estou envolvida com o meu trabalho,não estou boa para conversas hoje-Ela finalmentrocou olhares com ele.
-Tudo bem,será que podemos sair?Não é um convite tipo um encontro,eu só quero,sair,matar a saudade...
-Você é famoso Luan,em qualquer lugar seria reconhecido,não quero sair em uma revista de fofocas no dia seguinte-Ela tentou recusar
-Tudo bem então,eu vou na sua casa,ninguém vai saber,eu ponho um boné e óculos escuros antes de entrar.
Ela riu,pois se lembrou do velho amigo de infância,que sempre arrumava um jeito para estar ali,mesmo que ela não quisesse as vezes.
-Tudo bem,peça a Lily que lhe dê meu endereço,eu chego em casa por volta das onze da noite...-Mas uma vez ela tentou se livrar dele.
-Eu tenho alguns compromissos na cidade,então,acho que vamos chegar juntos-Ele sorriu torto
-Ok,não se importa em comer comida requentada não é?
-Por que,você ainda não sabe cozinhar Lara Fernandes?-Ele brincou
Ela revirou os olhos.
-Não,com o trabalho acumulado essa semana estou sem tempo,então vou providenciar comida japonesa,ou pedimos pizza.
-Pizza,a de sempre,você sabe-Ele lhe deu um beijo estalado na bochecha-Mal vejo a hora de nos vermos novamente-E então ele foi embora.
Lara entro em seu escritório,e começou a mexer na papelada procurando os documentos do evento beneficente que faria em algumas semanas,mas sua mente não parecia acompanhar seu corpo,e tudo o que pensava era em como seria 'hoje a noite'.

0 Capítulo 3

Lara se olhou no espelho novamente.
Seu vestido dourado tinha um pequeno degradê formando uma transparência nas pernas,além de pedras por todo ele,combinando com seu Scarpin nude.
Ela suspirou,e depois de retocar seu batom cor de boca,resolveu encontrar seus pais no salão do hotel.

-Esse é Oscar,ele é um dos professores de medicina da Haverd-O pai de Lara disse
-Prazer,sou Lara Fernandes.
-O prazer é todo meu Senhorita Lara.Seu pai não me falou como você estava crescida-O velho sorriu,amostrando suas rugas no canto dos olhos,Lara porém,corou.
-Ela já está com 14 anos,em breve começará a faculdade-Alexandre abraçou a filha.
-Esperamos você em Harvard,Lara-Oscar disse para a menina
-Obrigada,mas não pretendo cursar medicina-Ela sorriu.
-Lara...han...desculpa-Lucas chegou afobado.
-Respira menino!-Lara disse rindo
-Eu estava te procurando,para darmos um passeio.
-Han...-Lara olhou para os pais-Posso ir?Tá chato aqui..-Ela fez careta
-Tudo bem,vão,mas não cheguem muito tarde-Luiza avisou.
-Obrigada mãe-Lara deu um beijo nos pais e seguiu com seu amigo para fora do salão.
-Então,aonde vamos?-Ela olhou para ele com cumplicidade
-É um segredo,mas você precisa por calça jeans,anda,eu te espero no saguão!
-Mas...
-Confia em mim!
-Ok,estou indo.

-Sério,você não vai me contar?-Lara perguntou pela terceira vez.
-Chegamos!-Lucas sorriu,e apontou para a pista de patinação perto da roda gigante que eles tinham conhecido no dia anterior.
-Ha não,não e não!Eu não vou patinar,nem sei fazer isso Lucas!-Lara reclamou
-Você vai aprender rapidinho,anda,vamos-Lucas saiu puxando a menina pelas mãos,e quando Lara se deu conta,já estava caindo no gelo de cara,literalmente.
-Lucas,eu não consigo,me ajuda!-Lara puxou o amigo com força,e os dois acabaram caindo juntos.Os dois gargalharam,e ficaram assim por um bom tempo,até que...
-Lucas!
-Ai,droga!-Lucas se levantou e ajudou Lara a sair da pista de patinação.
Lara se sentou para tirar os patins,enquanto a ruiva dos olhos caramelados se aproximava,falando em um perfeito sotaque inglês com Lucas.
-Eu não acredito que...
Lara conseguiu finalmente por o tênis e se aproximou do casal.
-Ele é apenas meu amigo,estávamos patinando e eu caí-Disse a garota-Me desculpe
A garota de cabelos arruivados olhou para os dois desconfiada,depois suspirou.
-Eu pensei...
-Eu sei,mas não,ele é só um amigo mesmo,estava me mostrando a cidade,mas bom,acho que é melhor eu ir-O celular de Lara tocou.-Alô?Oi amor!
-Lara?Filha,onde você está...?
-Olha,eu vou voltar pro hotel,estou na rua,e quando chegar te ligo para conversarmos melhor.Também estou com saudades...
-Lara,que palhaçada é essa?Onde você está?
-Ok,eu explico tudo quando voltar-Lara riu ao pensar na cara que seu pai estava fazendo naquele momento-Beijos-Ela desligou-Bom,vou indo,acho melhor vocês dois irem comer alguma coisa-Lara sugeriu
-Vamos com você...-Lucas falou
-Não precisa Lucas,sai com sua namorada,eu vou pro hotel,beijos-Ela mandou beijos pelo ar e pegou o primeiro táxi que veio.

-Filha,o que foi aquilo no celular?-Alexandre perguntou a filha
-A namorada do Lucas nos pegou caindo do gelo,achou que estávamos juntos-Ela riu sem graça-Bom,aproveitei que você ligou e evitei confusão-Ela piscou
-Quero ver quando ela descobrir que você não tem namorado-Luíza disse pra filha
-Não vai acontecer nada-Ela riu e voltou a comer seu café da manhã em silêncio.

Dias de hoje...

Exausta,Lara fez um sanduíche e  cappuccino,depois ligou a TV e se jogou no sofá.
-A seguir,Luan Santana revela que ainda está solteiro!-Revelava o apresentador do programa de fofocas.
-Cof,cof!-Lara se engasgou naquele momento,depois mudou de canal.
-Eu não acredito,depois de todos esses anos,ele ainda mexe comigo,como pode?-A garota conversava consigo mesma,depois bufou,terminou sua refeição,tomou um banho quente e caiu na cama,onde adormeceu sem nem ao menos perceber.

0 Capítulo 2

"Luan deixou isso para você,hoje cedo" foi o que minha mãe me disse ao me entregar um envelope assim que acordei.
Trêmula,rasguei o pedaço de papel com cuidado,e em meu colo caiu um pequeno colar,com um pequeno medalhão,que não me atrevi a abrir,preferi pegar a pequena carta de duas folhas.
Na primeira,havia uma letra de música,que decidi deixar para ler depois,e na segunda,uma pequena carta.
"Pequena Lara,
também não sou bom com despedidas,e então,decidi escrever essa carta para ti.Quem dera eu pudesse me selar nela,e ficar aqui com você,mas eu realmente não posso,tenho que ir com meus pais e com minha irmã,mas prometo voltar,e te dar mil abraços,comer milhões de pães de queijo e correr feito doido com o Chupeta e você,mas enquanto tudo isso não volta a acontecer,quero lhe dizer,que você foi a amiga que sempre pude confiar,a qual eu dizia meus segredos,a que me escutava sem me interromper ou fazer cara de tédio.Eu errei uma vez com você,não lhe contando o que rolou entre mim e a Marcela,me desculpe,mas achei realmente que ela fosse lhe dizer tudo primeiro.Bom,chega de falar,prometo entrar em contato com você sempre que puder,e queria lhe pedir um último favor.
Esse colar,eu comprei para pedir a Marcela em namoro,mas infelizmente descobri que iria ter essa viagem,então por favor,conte para ela tudo,e lhe entregue o colar,para que ela não esqueça de mim,assim como não vou esquecer dela. 
Um beijo,Luan"
Nossa,que ótimo!Eu parei de querer saber da Marcela no dia anterior quando soube que os dois estavam juntos,e agora tinha que entregar colar á ela?Coisíssima nenhuma,eu que não iria entregar nada á uma pessoa que dizia ser minha amiga e pegou o cara que eu amava/amo!
Peguei o outro papel,com a letra da música.
"Sufoco" estava escrito,eu li cada linha,e percebi que já havia escutado Luan cantando ela na escola uma vez.
Limpei minhas lágrimas e despejei tudo na primeira gaveta que vi pela frente,depois me joguei na cama,coloquei meu fone de ouvido,e liguei meu Ipod no último volume,mas a primeira música que tocou,não ajudou em nada,então decidi terminar de arrumar minhas malas,pois iria para o aeroporto em duas horas.
Tomei meu banho,coloquei uma calça jeans justinha no corpo,com uma bota preta,uma blusinha branca,e uma camisa xadrez por cima,e desci com minhas coisas,decidida a fazer essa viagem mudar minha cabeça,decidida a encontrar outro cara em Londres,a me apaixonar perdidamente por ele a ponto de permanecer lá.

-Filha vamos,o táxi já chegou!-Minha mãe gritou do primeiro andar
-Estou indo!-Peguei minhas malas e fui arrastando até as escadas,estavam mega pesadas,mas eu coloquei tudo que eu precisava,e tinha certeza que acabaria deixando algo por lá,não porque eu quisesse,mas porque era muito esquecida das coisas.
-Eu te ajudo-Meu pai chegou rindo,e pegou uma mala minha sem nenhum esforço,e foi descendo as escadas.Eu ainda estava no segundo degrau,quando ele pegou a outra mala.
-Você tá ficando fortinho Sr.Alexandre!-Disse rindo
Ele gargalhou também,e eu fui descendo as escadas atrás dele.
Chupeta ficaria em um hotel para animais,enquanto passávamos as férias em família,eu bem que queria levar ele,mas ele ainda estava bem machucadinho,e não seria bom levá-lo a uma viagem agora.
Doze horas de viagem,eu dormi bastante,mas me sentia cansada,afinal,quem gosta de dormir em uma poltrona de avião?
Meu pai havia alugado um carro particular,mas já era tarde,então ele pegaria o veículo somente no dia seguinte,o jeito,foi pegarmos um táxi para irmos ao Hotel Hilton,era um hotel super luxuoso,mas nada que minha família pudesse pagar,meu pai havia ganhado esse luxo todo por conta de sua pesquisa,que valia muito,caso fosse aprovada.
Sinceramente ,eu queria muito que a viagem fosse boa e era apenas o começo. Subi até meu quarto.
Que luxo!
Eu poderia ficar ali para sempre. Entrei no Orkut e vi uma foto do Luan,se despedindo dos amigos. Ele iria embora hoje e eu estava bem longe para me lembrar dele. Batidas na porta do quarto,maior preguiça mas me arrasto até lá. "As malas ",ouço quando estou abrindo com a chave. Ao abrir a porta me deparo com um garoto lindo,estilo americano sabe? Fiquei meia hora olhando para ele até perceber que só era para eu pegar a mala.
-Ha!-Fiquei sem graça,e minhas bochechas arderam de vergonha,então pedi para ele colocar as malas perto da cama,e agradeci,dando-lhe uma gorjeta.
-Não...Sem gorjetas,estou apenas cobrindo o Renato que faltou.
-Mas...
-Relaxa,só estou ajudando meu pai!
-Seu..pai?-Perguntei confusa
-Sim,ele é o dono deste hotel.
-Sério?Dá hora!-Disse sorrindo de um jeito desastrado.
- É..tenho que ir,qualquer coisa me chama!
-Ok-Respondi.
Ele por fim se foi,e eu revirei os olhos ao notar o quão patética tinha sido.
Dormir por mais um tempo,e ao acordar,decidi conhecer Londres.
Coloquei meu sobretudo mais quente,botas,e uma calça jeans,e fui para o elevador,ao mesmo tempo digitando um SMS para minha mãe,avisando que estava saindo,até que...
-Ai!-Reclamei
-Me desculpa...-Olhei para  ver quem era,e dei de cara com o carinha da mala.
- Desculpe. Está saindo?
- Sim... Vou conhecer a cidade ,ficar no quarto não vale muito a pena quando se está em Londres !
- Tem razão.. E se eu te falar que sou um ótimo guia, você me leva junto? - ele sorriu
-Sério?Não tem mais o que fazer? Porque estou pensando mesmo em aceitar sua proposta-Sorri-Sim,na verdade,estava procurando algo para fazer...Então,posso te levar a um lugar incrível,a melhor maneira de conhecer Londres.
-Perfeito.
Fomos conversando durante o caminho,Londres estava toda iluminada,era um pouco tarde.Descobri que o nome do 'garoto das malas' era Lucas,e na verdade,ele também morava no Brasil,mas vinha sempre curtir o pai em Londres.
-Então,onde vamos?-Perguntei finalmente.
-Bom,chegamos-Ele disse sorridente
Eu ia pagar a conta do táxi,mas ele insistiu em fazê-lo.
-Aqui em Londres os homens que mandam!
Revirei os olhos.
-Você não é daqui,tecnicamente falando!
Rimos,e então fomos caminhando juntos.
-É aí?-Apontei para roda enorme iluminada.
-London Eye,não existe maneira melhor de conhecer Londres!-Ele sorriu.
Fomos para a pequena fila,e finalmente entramos na imensa roda gigante.
As cabines da Roda gigante me lembravam um pouco as do bondinho do Rio de Janeiro,eram em formatos ovais,e tinham vidros para podermos enxergar tudo lá embaixo.
A neve cobria uma boa parte de Londres,o que deixava a vista lá de cima ainda mais linda.
Peguei minha câmera,e tirei uma foto.
-Não,pera!-Lucas pegou a câmera da minha mão-Encosta um pouco no vidro e olha pra cá!-Fiz o que ele pediu,e então sorri,ele tirou a foto,e piscou para mim,dando um sorriso em seguida-Ficou boa!-ele me deu a câmera
-Nossa,boa?Ficou perfeita!-As luzes haviam valorizado meu sorriso,e podia se ver um pouco de Londres,parecia até foto de famosa.
-É um Hobbie que tenho...
-Fotografar?-Perguntei
-Sim-Ele disse tímido.
- Que doido!- sorri e olhei pra frente imaginando onde Luan estaria uma hora dessa,se já estava em São Paulo...

0 Quem sabe a gente se encontra-Capítulo 1

Ele cantava lindamente,e todas elas riam e o acompanhavam.Marcela também estava lá,e pela primeira vez na vida,sonhei em ser popular,em estar perto dele.

Luan era só um garoto sonhador,e sempre carinhoso,a maioria das vezes,puxava assunto comigo,e era um dos únicos a fazer isso,mas ele gostava de estar ali,cantando com um grupo de pessoas o admirando,e eu,sempre me senti deslocada,fora das notas musicais dele.

Marcela,era minha melhor amiga,a única que sabia um pouco sobre minha paixão por aquele menino com voz encantadora.
Ele olhou para mim,e eu sorri timidamente,me encolhendo na cadeira,logo em seguida,Angelo,o professor de história entrou na sala,a turma ainda continuava fazendo um auê,mas em minutos,todos ficaram em silêncio.

 -Então,vamos falar sobre a Revolução Francesa hoje,alguém sabe me dizer quando teve início?-Angelo olhou para a turma,e eu me encolhi mais ainda,era impressionante como sempre sobrava essas perguntas em público para mim,e eu sempre pagava mico.-Lara Fernandes?-Os olhos azuis deAngelo se concentraram em mim,e naquele instante,a turma inteira se virou para me olhar.
-O..é..-Respirei fundo-Ocorreu entre 1789 há 1799.
A turma voltou a olhar para Angelo,que sorriu,e assentiu,e logo depois continuou a dar a matéria daquele jeito doido.Teve uma hora que ele ficou tentando colocar o piloto em cima do quadro jogando-o toda hora para o alto,a turma aplaudiu quando ele finalmente conseguiu.
No intervalo,fui até a cantina comprar um suco para beber e fiquei de encontrar o Luan é a Marcela no lugar de sempre. Acontece que,dessa vez eles não estavam no mesmo lugar que costumávamos sentar quando ficávamos juntos no intervalo,então comecei a andar pelo colégio ,afim de encontrá-los. Andei por quase todo pátio é quando vi,estavam eles num canto onde não tinha quase ninguém,conversando e rindo muito.
-Oi..- falei notando a mudança de humor da Marcela
-Eai Lara,senta aqui..- Luan falou passando a mão no cabelo. Nervoso.
- Por que vocês estão tão estranhos? Aconteceu algo que eu não sei ?
-Não aconteceu nada Lara,você e essas neorozes,vem senta aí!-Marcela me puxou
-Neorozes? Credo!
-Ah eu já volto.- Marcela saiu assim que eu me sentei
Fiquei sozinha com o Luan
- Acho que provavelmente vou me mudar ... Não é certeza ainda mas ..
-Mudar...De casa?-Olhei para o Luan,ele tinha uma expressão vazia,como se quisesse enchergar além do nada.
-Não-Ele finalmente olhou em meus olhos-Vou mudar,vamos para São Paulo,no final do semestre.
Engoli em seco,eu já sabia que isso iria acontecer devido ao trabalho do pai do Luan,o seu Amarildo.
-Lara,eu quero muito te dizer que...
-Vamos,a Rosana chegou,vai dar um teste surpresa!-Marcela chegou nos puxando para a sala,e eu fiquei sem saber o que o Luan queria me dizer.
Tentei falar com ele na saída,mas ele pareceu apressado,e disparou portão a fora,e então,voltei para casa frustrada,e me perguntando,o quê Marcela tanto falava com ele no intervalo?

-Mãe?-Entrei com tudo na cozinha,geralmente minha mãe estava terminando a comida sempre que eu chegava,mas dessa vez ela não estava lá.
Subi,olhei os dois quartos,e não tinha ninguém.
Por fim,decidi colocar uma lasanha no microondas e sentei em uma das cadeiras esperando o Bip. Algo me fez pular de susto,e quando olhei para baixo,lá estava ele,com a carinha de pidão balançando o rabinho para mim.
-Você tá aí Chupeta!-Peguei ele no colo,e fiz carinho.Chupeta era um Boston Terrier que encontrei na rua há alguns meses atrás.Luan ajudou eu a cuidar do pequeno cachorro,pois ele sabia que eu adorava animais,e bom,tinha o sonho de ser veterinária.Acabei ficando com o Chupeta,e ele recebeu esse nome,depois de pegar uma chupeta da minha irmã por parte de pai,tentei tirar dele no dia,mas quem disse que ele largava?
Finalmente escutei o BIP do microondas,e coloquei Chupeta no chão.Depois de lavar as mãos,peguei a lasanha e comi a metade,guardei o resto na geladeira,pois era muito para uma pessoa só.
Cuidei do Chupeta,troquei a água dele,dei comida,e olhei seus ferimentos (que agora cicatrizavam),depois fui tomar uma ducha de água quente.
Fiz minha lição de casa,assisti TV,conversei com a Marcela no Orkut,mas ela não tocou no assunto 'Luan' ou 'Mudança',e por fim,peguei no sono lendo pela segunda vez "Fazendo meu filme".
Na madrugada,ouvi um barulho,algo sendo derrubado no chão.Levantei sonolenta e fui caminhando em direção a sala.
-Filha,te acordei?-Era o meu pai,ele parecia mais cansado que o normal,mas pela primeira vez,parecia estar feliz,sem aquela preocupação com os seus pacientes como costumava ter.
-Não foi nada-Desci o resto dos degraus para abraçá-lo.
-Sua mãe e eu fomos comemorar os dez anos de casados,esquecemos de lhe avisar,mas foi de última hora,me desculpe.
-Dez,já?Nossa,estou mesmo ficando velha-Brinquei
-Imagine eu,cheia de rugas,meu Deus!-Minha mãe apareceu sorrindo-Acho que a mocinha já pode voltar pra cama-Ela me deu um beijo no rosto
-Ok,eu vou indo,boa noite pombinhos-Dei um beijo no meu pai e fui me arrastando de volta para a cama.
No dia seguinte,Luan não apareceu na escola,Marcela estava calada de mais,e eu decidi não perguntar nada,afinal,se ela estivesse assim por causa do Luan,não iria me contar,iria?
As aulas passaram voando (ainda bem),e fui para casa sem se quer dizer um 'tchau' para ninguém.
Os dias se passaram,Luan apareceu na escola para as provas finais,e muitos alunos,combinaram de fazer uma surpresa para se despedir dele,mas eu não quis participar.Decidi criar coragem na Quinta-Feira,e depois de parar em uma cafeteria e comprar dois saquinhos de pão de queijo,segui em direção a casa do Luan.
-Lara,o que você faz aqui?-Ele estava com o cabelo pouco bagunçado
-Eu...bom...eu,vim me despedir de você,oficialmente-Gaguejei,depois finalmente tomei coragem-Amanhã vou viajar com meus pais,meu pai quer concluir um trabalho dele em Londres e minha  mãe e eu vamos aproveitar a viagem,então...
-Ah,sério?
-Sim...Ronronei-Então,eu trouxe pão de queijo,lembra de como você comia isso sem parar todos os dias?
-Você me conhece mesmo ein...-Ele riu e me chamou para entrar.
-Cadê seus pais?E a Bru...?-Perguntei,vendo que a casa estava vazia.
-A Bru era para estar aqui,mas não sei onde ela se meteu...Meus pais estão vendo as coisas pra mudança..-Ele mexeu no cabelo
-Ha...-Disse por fim.
-E ai...o que você quer..
-O que você e a Marcela estavam escondendo de mim?-O interrompi sem querer.
Ele se engasgou,eu ri,de fui correndo para a cozinha e peguei um copo d'água.
Quando ele finalmente se recompos,começou a falar:
-Bom...eu ia te contar,odeio esconder as coisas de você Lara,mas a Marcela insistiu em deixar assim como estava por um tempo-ele revirou os olhos
-Então...?-Perguntei
-Nós estamos ficando,é isso.
Meu coração parou naquele instante,como assim,eles estavam ficando? A Marcela tinha dito há alguns dias atrás que iria tentar saber o que o Luan sentia por mim,e agora,descubro que a vaca estava ficando com ele!E ainda se dizia minha amiga!
Meus olhos encheram de lágrimas e sem controlar,uma acabou escapando.
-Lara? Está tudo bem?
-Sim-Disse fungando-É só que,você vai embora-Menti
Ele me abraçou.Senti-lo tão perto de mim fez com que eu me sentisse completa  e cada vez mais apaixonada por ele. Por que a Marcela? Por que ?
-Bom eu acho que é isso,não gosto de despedidas...-Disse ao soltá-lo.
Fui me direcionado até a porta,eu não aguentaria ficar ali.
- já vai?
Concordei com a cabeça e ele me abraçou novamente. Sem me controlar,dei um selinho nele e sai correndo,sem saber quando o veria novamente .

0 Uma gota no Oceano

Luna morava na Inglaterra há alguns anos,estava terminando a faculdade de Ciência da computação,e namorava um cantor famoso no Brasil,chamado Luan.
-Ai,não aguento mais essa vida,estou louca pra voltar para o Rio,e ver minhas amigas,ir as praias e ver meu amor...-Luna falava sozinha,enquanto fechava a porta.
Ela jogou a bolsa no sofá,e foi direto para o banheiro tomar um banho quente,pois Londres fazia frio naquela noite.
Ela relaxou alguns minutos,e então se lembrou de por seu projeto final em dia,afinal,em três semanas apresentaria ele para toda a faculdade.
Luna colocou um moletom preto,e uma calça de algodão cinza,e claro,não deixou suas meias de lado,depois foi direto pro quarto pegar seu notebook,e continuar a escrever sua pequena tese,quando inesperadamente,ela se lembrou de seu amor,e se perguntou o quê ele estaria fazendo naquele momento.
Ela suspirou sorridente,e foi procurar notícias dele na internet,pois tinha certeza que naquele instante,ele estaria ou subindo em um palco,ou descansando.
-Não!Isso não pode ser verdade!-Ela exclamou,olhando atentamente a foto,e pegando o celular no mesmo instante.
Sem pensar,Luna apertou os botões do pequeno aparelho telefônico,e no segundo toque,ele atendeu.
-Luna?Amor?-Ele perguntou,parecendo feliz.
-Eu estava rezando para que você e eu pudéssemos ficar juntos,é como desejar a chuva enquanto eu estou no meio do deserto-Ela disse entre lágrimas
-O quê?Eu não estou entendendo,Luna-Ele suspirou-Amor,você pode me explicar o que está acontecendo?
-Acho que você quem tem que me explicar,Amor-Diz em tom de ironia
-EU?-Pergunta sem entender-O que eu fiz dessa vez?
-Eu vi sua foto com aquela morena linda do coxão,como é mesmo o nome?-Pergunta olhando pra tela do notebook e vendo o nome no mesmo momento-Nicole!
-O QUÊ?-Pergunta
-Eu me pergunto como você vai se manter quente.É tarde demais para chorar,quebrado demais para ir em frente...-Luna diz,prendendo todas as lágrimas que ameaçavam cair
-Luna...eu...Eu era um garoto,que amava uma mulher como se fosse uma menininha-Ele respira fundo-Mas eu mudei!Eu mudei,por você! Nicole me encontrou em uma balada,ela estava bêbada,mas não me beijou,e eu nem sabia dessas fotos,tenho certeza que não tem nada comprometedor,até porque eu NÃO tive NADA com ela!
-Eu...Ainda não posso te deixar em paz,na maioria das noites quase não dormi...-Confessa
-Eu também não,mas estou te dizendo a verdade,não fiquei com ela,nem nada do tipo!Já lhe disse,quero ter o Paraíso,mas só terei ele quando você estiver aqui,ao meu lado.
Luna suspira,e deixa por fim as lágrimas caírem.
-Mas falta tanto tempo-Diz em meio aos soluços-E você tem que seguir sua vida,não pode ficar esperando por mim...
-Não!Nada disso!Eu vou te esperar o tempo que for preciso Luna,eu lhe disse quando você estava pra entrar naquele avião,ninguém irá lhe substituir,ninguém!-Afirma
-Mas...
-Sem mas!-Ele diz firme-Agora quero que você vá até a porta do seu apartamento.
-Pra quê?Eu tenho que estudar,está frio e...
-Por favor,é meu último pedido-Solta um riso-Pelo menos o último dessa noite.
Luna suspira.
-Tudo bem-Diz se levantando e indo até a porta,ela olha,mais uma vez,surpresa,e dessa vez sorri.-Eu não acredito!-Ela pega o pequeno filhote no colo,e lhe faz um carinho.-Como...como conseguiu?
-Sei que está se sentindo só,então pensei em alguém pra te fazer companhia,e dizem,que os cachorros são os melhores amigos do homem-Ele diz rindo-Encomendei há alguns dias,o porteiro do seu prédio me garantiu que seria surpresa.
-E é!Uma surpresa enorme!Ele tem nome?-Olha para o pequeno filhote deBuldogue inglês.
-Pensei que você poderia chamá-lo de Luan Jr-Prende a risada
Luna gargalha.
-O quê?Luan Jr é o nome...do ...bom-Ri
-Eu não me importo com o nome,só quero que ele lhe faça companhia nesse último mês,logo vamos estar juntos novamente.
-Tudo bem,vou chamá-lo de Sam!
-Ta aí,gostei!
-Luan,vamos?!-Alguém diz do outro lado da linha.
-Amor,tenho que ir,último show do mês...
-Tudo bem,boa sorte.
-Pra você também...
Luna sabia que ele ainda estava na linha.
-Luan?
-Sim?
-Obrigada...
-Pelo quê?
-Por ser o melhor namorado do mundo.
Ele ri.
-Obrigada você,por me fazer ser o melhor namorado do mundo.
Vocês desligam.
O tempo passa,e você finalmente termina sua faculdade,iria voltar em Londres para buscar o diploma e tudo mais em breve,mas agora,tudo que você queria era reencontrá-lo.

-Sabia que iria te encontrar aqui!-Você se vira ao ouvir aquela voz,e no mesmo instante que o vê sorri,depois corre para os braços dele,e vocês caem na areia macia e fofa.
-Como...O seu pai me disse que ainda não estava de férias,que iria fazer um programa de TV e...
Ele a cala com um beijo,um beijo apaixonado,cheio de saudade e amor.
A língua dele encosta em nos lábios de Luna pedindo passagem,e ela sede,e então,ela revive aquele beijo que tanto almejava durante quatro anos.
A língua dele acaricia a dela,e ambas entram em perfeita sicronia.
-Eu queria lhe fazer uma surpresa,sabia que você não conseguiria ficar em casa sozinha com o Sam,afinal,quero ver nosso filho!
-Nosso o quê?-Luna ri
-Bom...-Luan passa a mão nos cabelos nervoso-Como não temos um filho,pensei...
Luna ri.
-Você vai vê-lo,mas antes,quero matar a saudade-Ela aperta ele com força contra o seu corpo,e então,Luan começa um beijo quente,cheio de desejo.
O desejo era enorme,e Luan começa a subir a blusa de Luna.
Ele sabia que ela ainda era virgem,por isso foi com calma,e quando os dois estavam somente com as peças íntimas,ele perguntou se ela tinha certeza do que estava fazendo,e a resposta dela foi simples: "Mais perto do que nunca,porque você é meu paraíso".
Eles então tiveram a primeira noite de amor juntos,ali,na praia,e desde então,jamais se separaram.
Baseado na música: A dsrop In The Ocean de Ron Pope



PS: Galera,como ando sem tempo,o mínimo que posso fazer são essas mini fanfic's,faço elas baseadas ou em ideias que me mandam ou em músicas,então se tiverem afim de mais,me mandem ideias ou músicas que vocês gostem que sempre que der postarei aqui no blog,um big beijo!

1 Capítulo 42

-É tudo tão engraçado não é?-Perguntei sorrindo,as rugas puxando meus olhos.
-O que é engraçado muié?-Ele me olhou,tentando ficar sério,mas como sempre,abriu aquele largo sorriso,que mesmo depois de anos,ainda me tirava o fôlego.
-A vida-Disse por fim
-Sim,a vida é mesmo engraçada-Ele concordou,olhando as crianças brincando ao nosso redor,correndo atrás de uma pequena borboleta amarela.
Suspirei.
-Pensei que seria apenas mas um sonho,e não,dessa vez eu consegui alcançar tudo que queria,mesmo depois de parar de dançar-Olhei para ele,já sentindo meus olhos marejar.
Ele pegou minha mão,e começou a fazer círculos nela.
-Eu perdi minha mãe,pareceu que era o fim do mundo naquela época-Comecei-Qualquer coisa me machucava,e foi a partir daquele momento,que tranquei meu coração,escondendo qualquer que fosse meus sentimentos-Ri-Assim eu pensava que era,mas meu pai...ha meu velho pai-Disse sentindo aquela dor de saudades do homem mais compreensível que conheci,morrera há uns dez anos atrás de ataque cardíaco-Ele sempre sabia me decifrar,achava que era só ele,e então,eu te conheci-Finalmente olhei em seus olhos,ele sorriu fracamente para mim-No começo,nossa achei que nem olharia pra mim-Desviei de seu olhar-Mas ai...-Hesitei
Ele soltou sua mão da minha,e aproximou o rosto do meu,pegando meu queixo com o polegar.
-Aí eu me apaixonei pela mulher mais compreensiva,linda e forte que conheci.Me encantei por aqueles olhos castanhos dourados que eu conseguia decifrar...-Foi minha vez de sorrir,e então,ele continuou-Eu...pensei uma vez,que a perderia para sempre,mas o destino,Deus,o que quer que você pense que foi,fez com que ela voltasse para mim,e mesmo não querendo me ver,se quer falar comigo,seus olhos tinham o mesmo brilho de que me lembrava.Ela tinha medo de ser machucada,e eu,medo de perdê-la.Tivemos sim,muitas brigas,mas acho que hoje,eu e ela,podemos dizer que todos os nossos sonhos foram conquistados,que realmente fomos felizes,e que tivemos os filhos mais lindos do mundo,e agora,os netos mais arteiros.-Ele se esticou me dando um beijo estalado na bochecha.-Eu te amo,eternamente.-Disse baixinho.
-Eu também-Disse me encostando em seu ombro-Te vivo,eternamente.-Sorri.
Ficamos assim por um longo tempo.
-Vovó!Vovó-Felipe,meu neto mais novo,vinha correndo,já estava sem fôlego.
-Felipe,já disse pra não correr tanto-Estendi a mão,e então,ele veio para meu colo.
-Eles não acreditam na história que a senhora contou-Ele apontou para o irmão e os primos.
Olhei para o Luan,que estava com a pequena Becca no colo,me olhando ansiosa,Caio e Bruno olhavam com cara travessa.
Sorri,e então comecei.
-Era uma vez,uma menina que era apaixonada pelo seu ídolo....
Eles foram se emocionando a cada palavra dita,e no final,pareciam se perguntar se aquela história era real,até Luan levá-los aos quadros de fotos presos pela casa.
-Você era a menina-Becca apontou
-Sim-Disse sorrindo.
-Mãe,já disse pra não ficar andando sozinha por aí,vai se cansar-Nicole veio ao nosso encontro,e me ajudou a sentar no sofá.
-Estou velha Nicole,não impossibilitada-Revirei os olhos fazendo ela sorrir.
-Ainda continua teimosa!
-Igual a filha-Breno apareceu sorridente,sua esposa,Marina estava em uma conferência no Canadá,e Robert,o marido de Nicole vivia preso em um estúdio de música gravando seu CD,ele sempre aparecia de noite para buscar as crianças.

Quando finalmente todos pareceram cansados de mais,ficamos sentados no sofá,as crianças ainda brincavam no chão,e fazíam algumas perguntas.
-Viu só?A vovó conseguiu conhecer o vovô,agora posso conhecer o Harry!-Becca deu língua para o irmão.
-Ha sim,quando ele ficar velinho né?Você só tem 12 anos Becca-Caio,o primo,disse rindo.
Felipe abraçou Becca que iria começar a chorar,então decidi intervir.
-Becca?-Ela me olhou,seus olhos brilhavam feito uma estrela-NUNCA,desista de seus sonhos.
Ela concordou,e sorriu para mim.

Fim :3

Agradecimento:
Gente,eu queria pedir desculpas pela demora de cada postagem,mas é que estou mega sem tempo de escrever,e agora estou com um projeto de um livro (em breve conto todos os detalhes).
Então,eu queria agradecer a cada visita,cada clique que vocês deram para acessar á este blog,que juro,pensei que ninguém lia!
Quero agradecer também as minhas fiéis leitoras,que sempre me chamam no bate-papo do Face para perguntar quando será o próximo capítulo,MUITO OBRIGADA,são vocês que fazem a diferença no meu dia-a-dia.
Um beijão,e até a próxima fanfic :D

Próxima Página Home